quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Recomeço

Desde segunda-feira voltei para a RA, espero que desta vez a ficha tenha caído de uma vez por todas.

Tenho 23 anos e até os 18 não tinha grandes problemas com o peso, apenas me preocupava em perder alguns quilos para algum evento, ou como eu costumo dizer, estava reclamando de barriga cheia, ainda não sabia o que era a obesidade. Naquele mesmo ano, não imaginaria que meus problemas com o peso se tornariam tão sérios, minha mãe sofreu um AVC e passei dois anos em casa, sem praticar quase nenhuma atividade física, estudar ou trabalhar, apenas ajudando-a, não acho que perdi tempo, embora me cobre o tempo parado até hoje. Nesse meio tempo ganhei alguns quilos e ainda não consegui eliminá-los, quase cinco anos depois, me faltou iniciativa ou foi acomodação? Acho que um pouco dos dois. O ponto no qual eu quero chegar é, nunca consegui de fato voltar ao meu peso antigo, o que eu sinto que me prejudica, sou muito ansiosa, minha cabeça vai a mil no trabalho e na faculdade, muitos não me acompanham, inclusive meu atual corpo. Desde sábado minha perna esquerda está com um hematoma, eu estava relutando em ir ao hospital, pois já sabia o que ouviria por lá, excesso de peso, falta de exercícios físicos com mais intensidade e regularidade, enfim...Tudo o que todas nós já estamos cansadas de saber. Na segunda-feira decidir ir, antes fiquei observando minha perna, sentada ou em pé, o edema aumenta e quando eu me deito, ele torna-se bem mais claro. Vale lembrar que meu pai e meu irmão tem problemas de coagulação e tomam anti coagulante diariamente, eu faço exames periódicos, mas até então, nunca havia sido diagnosticada com tal deficiência, ainda não fui, os exames só ficam prontos em duas semanas. Ontem voltei ao hospital com suspeita de trombose, o que não se confirmou, só a vasculite com recomendação de repouso até que o edema diminua. Escrevo até aqui para me perguntar, por qual razão eu deixei chegar a esse ponto? Aonde foi que eu perdi o controle? Ainda estou procurando o ponto exato que a coisa desandou, mas de uma coisa eu tenho certeza, não posso continuar assim. Uma hora eu teria que começar a mudança e o momento chegou. Precisava escrever essas palavras para quando eu reler esse post amanhã ou semana que vem, eu me lembrar de tudo o que eu estou sentindo agora e ter certeza de que não quero passar por tudo isso novamente.

Mudando de assunto, deixei a leitura científica um pouco de lado e terminei de ler o livro que a minha orientadora me deu no Natal, ótimo por sinal, Para sempre Alice. Vale a leitura.

Até o próximo post.

Juliana


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

5 comentários: on "Recomeço"

Luciana Kotaka disse...

OLá amiga, escolha uma atividade física que lhe deixe apaixonada, como dança, patinação, boxe, bicicleta, entre outras opções e vá atrás de seu desejo. Não foque na peda de peso e simna sua saúde, o resto vem junto. Beijocas

(●• LIA •●) disse...

Sempre temos um hora de começar!
Talvez sim. Essa seja a hora!
Vamos lá! Organize-se e foque em sua saude!
beijos!

Sandra disse...

o importante é saber que é preciso mudar!!! mudando os habitos a recompensa será refletida no corpo!!!

bjinho

A Gordinha disse...

Oi, Juliana e Anita, parabéns pela iniciativa deste blog em dupla, eu estou pensando numa parceria também, já até tenho em mente minha "comparsa" deve ser bem gostoso; já são mãos dadas em uma mesma direção: saúde e mudanças!

Espero que os resultados de seus exames sejam animadores, espero que logo você se livre desse hematoma; lembrei que também já tive uma vez várias dessas manchas pelas pernas, era uma fase de autodestruição, baixa Autoestima e as manchas eram quentes... fui ao médico e era emocional, tomei uns antibióticos e sarei!

beijos, voltarei sempre!!

Lobo disse...

Acho muito importante esse estágio de olhar além, querida. São dois pontos importantes. Você olha para trás e tenta entender o que ocorreu, mas também olha para frente e tenta manter um olhar no futuro, do que irá fazer para mudar.

Estamos sempre nos olhando, somos os únicos animais que cultuam espelhos. Então se temos que olhar para nós mesmos, então vamos olhar para o problema (hoje), suas razões(passado) e as soluções possíveis para o mesmo (futuro).

Gostei da sua reflexão.

Um beijão!

E continue caminhando no ritmo da música! ^.~

Postar um comentário